Contábeis: os 3 Pontos Fortes do Contador do futuro

Tempo de leitura: 5 minutos

ciências contábeis

Se você está lendo esse texto é porque considerou as Ciências Contábeis como uma área de interesse ou possibilidade de carreira.

Talvez você tenha se questionado: mas contabilidade? Em 2019?

Sim!

A área contábil foi uma das mais promissoras de 2018, gerando inúmeras oportunidades formais no setor.

De modo a auxiliar na sua tomada de decisão, entrevistamos quem conhece do assunto: o vice-presidente de Fiscalização do Conselho Regional de Contabilidade do Rio Grande do Sul (CRC/RS), Paulo Comazzetto, e o vice-presidente de Gestão do CRC/RS,
Ricardo Kerkhoff .

Com vasta experiência prática, sendo também membro do grupo de pesquisa em inovação gerido pelo Conselho Federal de Contabilidade, Paulo apresentou três pontos fortes do contador do futuro, além de fazer uma boa análise sobre a profissão.

Vamos lá!

1. Seja mais do que um burocrata

Tradicionalmente conhecido pelo contato direto com documentos, guias, cálculo de impostos, entre outras atividades consideradas mais burocráticas, o contador tradicional está fadado ao esquecimento, segundo Comazzetto.

Assim como outras áreas, a contabilidade passa por um momento de reinvenção.


De alguns anos para cá, a profissão tem mudado. Temos que entender essa mudança: o contador à moda antiga dará espaço ao novo, à era digital, com inteligência artificial muito presente. Esse novo contador ainda não chegou no seu auge, relata Paulo.

A contabilidade à moda antiga está fadada a acabar.

Para o vice-presidente de Gestão do CRC/RS, Ricardo Kerkhoff, as Ciências Contábeis estão em vias de dar um salto no quesito atuação.

ciências contábeis
Ricardo Kerkhoff , vice-presidente de Gestão do CRC/RS

O processo operacional de lançamento e interação com dados será realizado por máquinas e sistemas, restando para os profissionais o que há de mais rico: a análise, a prática da validação da essência sobre a forma. Conhecimento em mercado e gestão de negócios, além de total domínio sobre a aplicação da ciência contábil, será essencial, não apenas diferencial. Ter capacidade de comunicação e interação com os mais diversos sistemas de informação também.

2. Relacionamento + ética = sucesso

Além da afinidade com a tecnologia e suas tendências, outro ponto forte do contador do futuro será sua habilidade social.

Saber apresentar os dados é vital para o sucesso do novo profissional – não basta entregar apenas os números. Você tem que convencer.

O contador necessita, fundamentalmente, manter um padrão ético de relacionamento com seu cliente.

Não só de futurismos vive o profissional: ter uma conduta ética é indispensável para qualquer carreira, em especial ao profissional contábil.

Como abordado por Comazzetto, o contador do futuro ajudará no processo de decision making, ou seja, na tomada de decisão de uma mesa diretora. Ele abordará os números e suas projeções feitas através deles – aqui entra a ética, pois sua leitura poderá influenciar outras pessoas.

3. Esteja atento às tendências

“A tecnologia é um caminho sem volta – mas ela deve ser sua aliada, não seu algoz”.

A frase de Ricardo Kerkhoff traduz o novo momento a ser vivido pelos contadores, assim como profissionais das mais diversas áreas impactadas pela revolução digital.

“Quando iniciei, a contabilidade era uma profissão ‘dos mais velhos’. Hoje vemos jovens de 17, 18 anos ingressando no curso”, entoa Paulo Comazzetto, com uma dose de nostalgia.

Somando técnicos e contadores, são mais de 500 mil profissionais registrados em Conselhos Regionais e Federal.

Em sua fala, Paulo acredita que o contador do futuro obrigatoriamente deve ser alguém consciente e bem informado sobre as novas tecnologias para ter as melhores oportunidades. Mercado, segundo ele, há para todos. Mas o que irá te diferenciar?

O futuro na contabilidade é de oportunidades.

Os mais velhos, segundo Ricardo, não devem temer. Estes devem abraçar os mais jovens em suas equipes e aprender com eles, num processo de troca.

“Caso estes jovens, além de conhecimento, tenham noção de hierarquia, capacidade de trabalho em grupo e domínio da tecnologia, só tem a agregar aos ambientes de trabalho tradicionais”, afirma.

Noutro momento do blog abordamos as possibilidades da contabilidade como uma área em crescimento – confira!

As Ciências Contábeis na FADISMA

Fundada em 2003, a Faculdade de Direito de Santa (FADISMA), criou seu segundo curso de graduação, em Ciências Contábeis, no ano de 2010. Nove anos depois, a Instituição já concedeu o grau de bacharel para duas turmas. Quer saber mais sobre o curso? Clique aqui.

Saiba que aqui na FADISMA, além da formação, iremos te capacitar para o mundo além da sala de aula. Através do Programa de Inovação e Cultura Educacional (PIC), estamos nos transformando – como instituição, docentes e acadêmicos.

A Formação para Lideranças e Colaboração, um dos braços do PIC, trará ao aluno temas como gestão de tempo, marketing pessoal e oralidade, gestão de emoções, além de empreendedorismo social através de pautas que causam inquietação – é você levantando sua bandeira para o mundo através da extensão universitária.

Clique aqui e conheça mais sobre a FADISMA!

Até mais!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *